Dia do ISCAD 2013 - Intervenção do Comendador Jorge Rocha de Matos




Comendador Jorge Rocha de Matos

Senhor Prof Doutor Elias Quadros, Diretor do ISCAD
Senhor Prof Doutor Manuel Damásio, Presidente do Grupo Lusófona
Senhor Administrador do ISCAD
Senhora Presidente da AEISCAD
Senhor Presidente da Associação dos Antigos Alunos

Uma especial saudação para todos Vós e nas pessoas de V.as Excelências, cumprimento todos os presentes nesta sessão.

 Em termos políticos, económicos e sociais, ultrapassar a crise em que vivemos obriga-nos a conceber modelos de desenvolvimento que tenham em devida conta que o mundo em liberdade é um mundo em competitividade. O conhecimento é o alimento deste Novo Mundo.

Neste contexto a União Europeia e, em particular, Portugal devem apostar num modelo de desenvolvimento que, de forma solidária, permita um equilíbrio dinâmico e saudável entre a economia da globalização e a economia de proximidade. Ao desenharmos esse modelo do futuro é imperioso cultivar a ideia de que o saber e a liberdade são susceptíveis de um crescimento exponencial ao mesmo tempo que a sociedade do conhecimento tem como pressuposto a partilha planetária desse saber e liberdade, certos de que quem assim não proceder entrará em regressão generalizada e sem ambição.

Ao equacionarmos as reformas estruturais essenciais a um País mais competitivo entre Nações e ao integrarmos com realismo os fatores de atractividade que herdámos e os que criámos, emerge como determinante no modelo de desenvolvimento a construir, um relacionamento saudável entre o setor político e o setor privado, um equilíbrio dinâmico entre o Estado e a Sociedade Civil organizada, e a ideia-mestra de que a lógica do progresso deriva da Cultura e se expande em empresas criativas, integrando a arte ao serviço do desenvolvimento.

O investimento no conhecimento é, sem dúvida, o capital mais precioso que uma sociedade pode dispor no contexto actual, que privilegia a economia do conhecimento, onde a informação, as redes e as parcerias são fontes de valor da maior importância.

A importância de uma Administração qualificada, institucional e empresarial capaz de cumprir elevados padrões de qualidade e de desempenho, aos mais diferentes níveis, é um pilar da maior importância para a criação de um ambiente económico saudável, do investimento e impulsionador da competitividade no contexto da economia global, sem esquecer o papel estruturante de uma cultura humanista.

O ISCAD prestará um importante serviço aos seus alunos, e bem assim à comunidade e à economia portuguesa se incorporar no seu funcionamento a capacidade de potenciar o conhecimento ou seja de dinamizar hélices triplas, isto é, a criação de espaços de cooperação entre a comunidade empresarial, a comunidade do saber (universidade, centros tecnológicos, centros de I&DI, etc.) e o Estado (governo e as suas instituições) que devem ter um papel catalisador.

Um exercício simples de benchmarking demonstra-nos facilmente que é nas economias mais competitivas e nas sociedades mais desenvolvidas que estas hélixes triplas melhor funcionam, constituindo propostas de valor com elevado alcance estratégico. As vantagens competitivas das nações estão cada vez mais associadas à capacidade de dinamizarem hélices triplas. Esta deve ser uma preocupação que deve fazer parte do sistema de valores e da praxis do ISCAD.

Estou certo que a nível da valia da formação no que às diferentes Unidades Curriculares diz respeito, o ISCAD certamente que terá um desempenho de excelência. Mas, não menos verdade, a sua afirmação depende também, e em muito, da capacidade que tiver para estabelecer uma relação dinâmica com as suas diferentes partes interessadas: empresas, outros centros de saber, administrações, instituições nacionais e internacionais, entre outros

Em síntese, o desempenho e o valor que o ISCAD propõe à economia e à comunidade está relacionado com o método (uma instituição aberta à sociedade e ao conhecimento) e com o seu foco (relacionado com a pertinência dos conteúdos e a excelência da sua formação).

É neste quadro geral que considero dever balizar-se a minha intervenção como Presidente do Conselho Geral, para que possa constituir, uma proposta de valor para todas as partes interessadas.
Hoje o ISCAD festeja o aniversário da sua constituição.
Gostaria de saudar todas as personalidades que tem contribuído para a sua afirmação e desejar as maiores felicidades.
Parabéns ISCAD.

20.Maio.2013
Jorge Rocha de Matos

Está aqui: Notícias Dia do ISCAD 2013 - Intervenção do Comendador Jorge Rocha de Matos