A OIT, Portugal e a Lusofonia

Esperando_o_Sucesso

Por Elias Quadros - Director da Licenciatura em Administração e Gestão Pública do ISCAD

Resumo

 

Sumaria este artigo o contexto do aparecimento da OIT em 1919, descreve a estrutura central e desconcentrada da Organização, realça o seu modo de funcionamento tripartido e os principais traços da sua actividade ao longo de mais de noventa anos de existência. Sintetiza as relações de Portugal com a OIT, relevando o período do Estado Novo em que País foi criticado por ausência de liberdade sindical e o período posterior à Revolução de 1974. As relações intensificaram-se no quadro democrático, conduzindo à abertura de um Escritório da OIT em Lisboa que, em articulação com a CPLP, promove o papel da língua portuguesa no seio da Organização e na cooperação técnica com os oito países lusófonos espalhados pelos continentes com cerca de 250 milhões de
falantes.

Palavras – chave: OIT – Condições e relações de trabalho – Convenções Internacionais do Trabalho – Escritório da OIT em Lisboa.

 

Abstract

This article summarises the context in which the ILO came into being in 1919. It describes this organisation’s central and broader structure, highlighting its three-part based operation, as well as its main aims over the more than ninety years of its existence. It gives a brief account of the way Portugal related to the ILO, especially under the Portuguese fascist regime called “Estado Novo”, when this country was criticised for its lack of labour union freedom and the period which succeeded the 1974 Revolution. Under democratic rule, relations with the ILO were intensified and the ILO opened an Office in Lisbon. This Office, together with the Community of Portuguese Language Countries (CPLC), promotes the role of the Portuguese language within the ILO and the technical collaboration among the eight Portuguese speaking countries worldwide, comprising more than 250 million native speakers.

Key Words: ILO – Labour conditions and relations – International Labour Conventions – ILO Lisbon Office


A OIT, Portugal e a Lusofonia - PDF

Está aqui: CeGep Investigação Acervo A OIT, Portugal e a Lusofonia